“Viver é enfrentar um problema atrás do outro. O modo como você o encara é que faz a diferença”

Benjamin Franklin



Viver um dia de cada vez… Eis um grande desafio, pelo menos para mim! Tenho vivido um momento particularmente positivo – muitas coisas acontecem comigo, tenho aprendido mais do que nunca e me perco em meio a tantas experiências novas. Conseqüentemente, há uma certa relação constante que faço entre o meu passado, o meu presente e o meu futuro. Lembro de mágoas antigas, dou risada de piadas recentes e imagino os meus feitos daqui dez anos. É tudo tão estranho!

Tento me focar em um dia de cada vez, como se este fosse uma página em branco – preciso preenchê-la para passar a próxima, mas não posso ficar perdida naquela que já deixei para trás. É uma lógica boa e bem inteligente (!!!), mas nem sempre funciona… Preciso reconhecer isso! Há momentos em que só quero chegar (logo) na página seguinte e, em outros, fico só voltando em meus arquivos antigos para revisitá-los e ver se, assim, não deixei nenhum pequeno detalhe passar.

São tantas histórias, tantos livros, tantos aprendizados, tantos amores, tantas recordações, tantas expectativas… Eis o problema: é MUITO! Mas não sei se é um problema. Pelo contrário, acho que é uma solução – melhor viver a mais do que de menos. Isso é um fato! Só acho que, às vezes, me perco e já nem sei mais quem sou! Meu pensamento vive num ritmo louco – não pára nunca e está cada vez mais acelerado.

Pergunto-me: será que isso é normal? Será que isso é saudável?

Não sei! Simplesmente não sei! Só sei que tento viver um dia de cada vez, mesmo que eu não consiga fazer isso plenamente!


Indicação musical: Heart de Annie Stela

About these ads